{{ item.message }}

Como fazer uma compra inteligente: sapato Goodywear versus Blake System?

Como fazer uma compra inteligente: sapato Goodywear versus Blake System?

Ao longo da nossa história digital, explicamos em várias maneiras o que significa um sapato Goodyear e o porquê é importante adquirir sapatos com este tipo de construção. Mas nunca como hoje, fizera sentido uma nova tentativa de explicar este método de construção de calçado, bastante valioso. Também é importante explicar a diferença entre o método de construção Goodyear Welted e o chamado Blake System, um método mais comum na nossa Colecção de Homem mas também na Coleção de Senhora. Só estas duas palavras: Goodyear Welted e Blake System podem parecer palavras que saíram directamente de uma tese de doutorado e não de uma guia de compras de calçado, mas surpreendentemente podemos não usar estes estrangeirismos e dizer simplesmente: sapatos portugueses, feitos à mão!

 

A volta do número 200

 

Desde os anos `40, os artesãos mais exigentes do calçado do Norte de Portugal adotaram estes métodos de construção, sendo os dois equivalentes à qualidade. Nada melhor para caracterizar - desde sempre - o Made in Portugal.

Vamos começar por reduzir qualquer explicação à apenas três palavras:  Longevidade, Durabilidade e Conforto.

Para além de mais de 200 anos de existência e constante evolução o método de construção Goodyear Welted implica mais de 200 operações e uma centena de processos na realização de um só par de sapatos. Mas nenhum não é o mais importante como o de escolher as melhores peças de pele, para confeccionar os sapatos.  A exigência de utilizar couro de excelência é justificada pelo próprio produto final: “sapatos para uma vida”. A longevidade é de fato o principal elemento diferenciador.

 

 A volta da vira 

 

A peça chave e no mesmo tempo a quinta-essência da construção GY é a vira (welt). A vira é uma faixa de couro que é costurada directamente tanto à sola como à parte superior do sapato, (chamada também de corte) enquanto no sistema Blake a parte superior do sapato é costurada directamente à sola externa, sem elemento intermediário.

Portanto, na construção Goodyear Welted existem três elos na corrente: o corte, a vira e o solado. A vira é costurada ao redor do perímetro da parte superior do sapato à uma palmilha interior e posteriormente o solado é costurado na vira à palmilha, de outro lado, em baixo. O espaço criado entre a vira, palmilha e a sola externa é preenchido com cortiça produto que fornece conforto, isolamento e protecção.
Em conclusão a vira separa a sola da parte superior do sapato, o que significa que sempre que é necessário no calçado Goodyear Welted podes substituir-se os solados! Também significa que acabou de investir numa parceria tão longa como os caminhos que hão-de realizar juntos. Quer dizer que a duração da vossa parceria dependerá - sim, de responsabilidade e dedicação dos nossos fabricantes, mas também da sua…na hora de usar e cuidar dos seus sapatos Goodyear Welted.

A volta do estilo e do estado do tempo

 

 A construção Blake System é menos dispendiosa, sendo necessária apenas uma costura. O corpo de sapato é costurado na zona de biqueira e enfraque directamente à sola externa. Está técnica pode ser conseguida só através de uma máquina de costura - inventada em 1856, pelo Lyman Reed Blake. Tem menos estratos e assim o calçado é mais flexível, simples e leve.

Desde o início da revolução industrial, o Sistema Blake é um atributo do calçado italiano, sendo adequado para o clima mediterrâneo e o típico estilo elaborado e variado. O GY ficou sinónimo do calçado inglês, sendo perfeitamente impermeável e clássico. No entanto, no Norte de Portugal - o coração da indústria de calçado - os fabricantes focados em alto nível de qualidade e em pormenores que fazem a diferença, especializaram-se cada um numa técnica conforme o seu mercado de tradição.

De volta ao calçado Goodyear Welted

 

Voltando a técnica dos sapatos em Goodyear Welted e percebendo a diferença entre os dois métodos temos de realçar mais 4 aspectos importantes:

1. Sendo um processo mais elaborado o preço é mais elevado, mas compensará ao longo dos anos.

2. É uma técnica destinada aos verdadeiros modelos clássicos como o Oxford Peça Única, Oxford Cap Toe, Plain Derby etc.

3. Baseando-se numa sola com múlti-estratos é um sapato com mais estabilidade que inicialmente pode parecer rígido, mas que, com tempo vai surpreender com o conforto que proporciona.

4. O enchimento de cortiça - em cima referido - colocado entre a vira, solado e o corte garante conforto e impermeabilidade.

Cuidar dos seus sapatos é um pilar central na história de sucesso de uma compra inteligente, seja em Goodyear Welted seja em Blake System.

 

Publicado em: 30/04/2020
Partilhar